Displaying 1 - 8 of 8

Compêndio De Práticas Promissoras de intervenções de comunidades religiosas africanas contra o HIV em crianças e adolescentes

Sumário Executivo

UNAIDS and PEPFAR developed this compendium. WCC collaborated on translating the Executive Summary into French and Portuguese.

Esse relatório vital reúne lições essenciais sobre a excepcional liderança das comunidades religiosas no enfrentamento do desafio do HIV em crianças. Ele documenta as evidências das principais funções que as comunidades religiosas têm desempenhado na identificação de crianças não diagnosticadas que vivem com HIV, melhorando a continuidade do tratamento e apoiando a adesão aos cuidados e ao tratamento. Ele também documenta lições de como as lideranças religiosas têm atuado de forma incisiva para combater o estigma e a discriminação e pressionar para que as metas sejam alcançadas. É um documento feito para ajudar as comunidades religiosas – e as pessoas que as apoiam e fazem parceria com elas – a trazer avanços radicais na busca pela meta de acabar com a AIDS em crianças até 2030.

Mais um desafio no enfrentamento da pandemia: a hesitação vacinal

Conforme as campanhas de vacinação continuam a progredir em mais e mais países, começamos a ver a luz no fim de uma pandemia que causa medo e ansiedade em todo o mundo desde o início de 2020. Todos aguardam ansiosamente um retorno à vida cotidiana, onde as pessoas podem se socializar com a família e amigos, trabalhar como antes, e adorar a Deus juntos na igreja aos domingos. 

WCC urges: “give highest priority to protect life”

In a pastoral letter to WCC member churches and ecumenical partners, WCC general secretary Rev. Dr Olav Fykse Tveit and WCC moderator Dr Agnes Abuom urged people to give highest priority to “doing whatever we can do to protect life” and “This is a time to touch each other’s hearts, by what we say, what we share, what we do – and what we do not do – to protect the life God loves so much.”

A carta pastoral do CMI faz o chamado para um novo compromisso de enfrentar o HIV e a AIDS

Apesar do imenso progresso desde que a AIDS foi identificada pela primeira vez há 35 anos, a ameaça da AIDS ainda amedronta grande parte do mundo. Atualmente, 21 milhões de pessoas não têm acesso ao tratamento do HIV e as doenças relacionadas à AIDS são agora a principal causa de morte de adolescentes na África. Mais de 2 milhões de pessoas são infectadas anualmente. O mundo está enfrentando a catástrofe de 6 milhões de órfãos relacionados à AIDS e esses números estão crescendo.