World Council of Churches

O Conselho Mundial de Igrejas é uma comunhão global que busca a unidade, o testemunho comum e o serviço.

Você está aqui: Entrada / Novidades / CMI expressa preocupação com êxodo de cristãos no Iraque

CMI expressa preocupação com êxodo de cristãos no Iraque

2014-07-21

English version published on: 2014-07-22

Em declaração oficial, emitida no dia 21 de julho, o secretário geral do CMI, Rev. Dr Olav Fykse Tveit, expressou profunda preocupação com o êxodo de comunidades cristãs na cidade iraquiana de Mosul devido às ameaças do autoproclamado Estado Islâmico do Iraque e Síria (EIIS). Tveit descreveu o fenômeno como “uma tragédia tanto para cristãos como para muçulmanos".

De acordo com relatos locais, os cristãos foram intimados pelos que controlam a cidade de Mosul a converterem-se ao Islã, pagar a Jizya (espécie de pedágio para não-muçulmanos) ou abandonar a cidade. Quando não tomam uma destas duas atitudes, os cristãos passam a ser ameaçados de execução. Por conta desta situação, a comunidade Shia em Mosul também passou a sentir-se pressionada a deixar a cidade. Atualmente, vários cristãos buscam refúgio em monastérios e vilarejos vizinhos, assim como na região kurda do Iraque.

"É com grande preocupação que testemunhamos o aparente fim da presença de cristãos em Mosul, que estão nesta área desde os primeiros séculos do cristianismo", disse Tveit.

Tveit pediu orações "por todas as pessoas do Iraque, especialmente aquelas de comunidades minoritárias, sejam elas cristãs ou muçulmanas, que foram forçadas a abandonar suas casas".

Em sua declaração, Tveit também menciona o apelo emitido pelo Patriarca Louis Raphael Sako, patriarca católico caldeu de Bagdá, que descreveu os recentes acontecimentos como "perturbadores" e "trágicos".

Tveit reiterou o conteúdo de uma declaração do Comitê Central, emitida no início do mês, em que este exorta "o início de um novo processo político de fortalecimento dos direitos humanos fundamentais, especialmente aqueles ligados à liberdade religiosa, capaz de estabelecer o Estado do Direito e assegurar direitos iguais a todos os cidadãos".

A declaração do Comitê Central assegura o apoio da comunidade ecumênica às igrejas no Iraque, com especial apreço ao seu compromisso por "engajar-se em diálogos construtivos com outras comunidades religiosas e étnicas a fim de que a herança plural de suas sociedades seja protegida e assegurada".

Leia a íntegra da declaração do secretário geral do CMI (em inglês)

O apelo do Patriarca Louis Raphael Sako (em inglês)

A declaração do CMI sobre a situação em Mosul, Iraque (em inglês)

Igrejas-membro do CMI no Oriente Médio