World Council of Churches

O Conselho Mundial de Igrejas é uma comunhão global que busca a unidade, o testemunho comum e o serviço.

Você está aqui: Entrada / Novidades / Líderes religiosos afirmam que o Tratado de Comércio de Armas deve regulamentar também munições

Líderes religiosos afirmam que o Tratado de Comércio de Armas deve regulamentar também munições

2012-07-19

Líderes representantes de 90% dos 2 bilhões de cristãos do mundo emitiram uma apelo aos 194 governos que estão, atualmente, negociando o primeiro Tratado de Comércio de Armas que mantenham a questão da munição no texto do documento a ser aprovado.

 

A proposta na mesa de negociações seria no sentido de banir a venda de armas usadas em genocídios, crimes de guerra e graves violações dos direitos humanos. Quase todos os 194 estados envolvidos reconhecem que as armas e munições mais utilizadas nesses crimes devem ser incluídas no tratado.

 

As Igrejas e seus membros testemunham o custo humano da violência armada ilegal todos os dias, com vítimas sendo trazidas a hospitais de igrejas e cemitérios em diferentes partes do mundo. "O Tratado da ONU para o Comércio de Armas deve regulamentar a munição que é usada para atingir estas pessoas", dizem os representantes do Conselho Mundial de Igrejas, da Aliança Evangélica Mundial, da Pax Christi Internacional e de Caritas, num comunicado conjunto divulgado na sexta-feira, dia 20 de julho, em Nova Iorque, Estados Unidos, onde acontecem as negociações.

 

Uma pequena minoria de países, incluindo grandes potências mundiais, insistem que o tratado não deve regulamentar a questão da munição.

 

"Não há como omitir as munições nesta nova regulamentação cuja demora tem causado morte e sofrimento de milhões de pessoas," declararam os líderes cristãos, quando as negociações do tratado da ONU, que durarão um mês, chegam à metade do caminho e num ponto particularmente sensível.

O moderador do Conselho Mundial de Igrejas Comitê Central, o Rev. Dr. Walter Altmann, liderou a delegação ecumênica na Conferência da ONU sobre o Tratado de Comércio de Armas, em Nova York. A campanha do CMI por um Tratado de Comércio de Armas forte e eficaz envolve cerca de 70 igrejas-membros e organizações afins em 35 países.

Leia a íntegra da carta conjunta

Contatos dos signatários:

 

 

  • Rev Dr Walter Altmann, moderador do Comitê Central do Conselho Mundial de Igrejas (disponível para entrevistas em inglês, português e espanhol) walteraltmann (at) msn.com;
  • Dr Geoff Tunnicliffe, secretário geral da Aliança Evangélica Mundial, (+1) 341-399-7878; email via Timothy Kristian Goropevsek, timothyg@worldea.org;
  • Dr Marie Dennis, co-presidente de Pax Christi International, (+1) 202-257-1583, marie.dennis (at) paxchristi.net;
  • Embaixador (aposentado) Didier Destremau, porta-voz sobre desarmamento de Caritas (disponível para entrevistas em francês e inglês), contato via 646-431-5061; didandest (at) wanadoo.fr.